terça-feira, abril 14, 2015

Difícil ser resiliente

Minha mente está completamente perturbada, não bastasse todo um drama existencial de estar desempregada, a meia idade chegando, crise financeira e desejos de compras impossibilitados de virarem realidade, ainda aparece um canalha desgraçado que adora brincar com minha cara, ferrar meu cérebro e partir mais um pedaço do meu coração.

Andei lendo sobre algumas caracterísitcas desse sujeito e a classificação que lhe caiu tão bem foi o de um ser com personalidade perversa. Ou seja, meu desejo de ser querida e amada atrai esse tipo de demônio. Demônio que não me deixa dormir, que conseguiu me seduzir mais uma vez, porém dessa vez utilizando recursos  para golpear minhas fragilidades, que eu mesma demonstrei ano passado. Dificil ter razão e frieza enquanto você se vê envolvida. E até a bendita razão voltar, você já foi arrebatada.

Tenho certeza que dessa vez eu estou sentindo realmente muito remorso e arrependimento de ter me deixado levar, acreditando piamente numa possível mudança de personalidade, afinal novos argumentos surgiram em sua sedução. Agora o ponto é dizer que "não quer me magoar". Esta prática de não magoar é bem complexa, porque envolve possiveis omissões e mirabolantes mentiras. E eu tenho certeza de que minha mente articula diálogos imaginários com possíveis estratégias para descobrir tais eventos mentais da mentira. Já postei sobre a mentira aqui. Se eu processo dessa forma, claro que jamais serei uma pessoa capaz de ter um relacionamento româmtico sem pensar em conjecturas contra mim. Homem, ou melhor, esse demônio em específico, até ontem me tirava a paz. Contudo agora, mesmo sofrendo, não vou me permitir de novo a ter proximidade. O descaso dessa vez passou do limite.

Sou um caso complicado, talvez clínico. Penso demais, mas só penso depois que aconteceu. Para isso minha memória serve. Cretina! Faço parte da cena. Atuo nela. E me perco racionalmente. Burra!

4 comentários:

  1. Anônimo2:22 AM

    também estou desempregada e solteira então entendo bem esse post. não se julgues burra por ter entregado o seu coração mas agora que percebeu que essa pessoa não vale a pena,se resguarde. e pessoas melhores virão. um dia a mais com a pessoa errada é um dia a menos com a pessoa certa. você é nova,bonita e ainda tem uma vida INTEIRA pela frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que lindas palavras as suas.
      verdade, parece que estamos mesmo enfrentando uma crise colossal sem previsões de uma bonança.
      Com relação ao amor... pelo menos por hora não quero mais sentir nada.

      Excluir
    2. Anônimo10:49 AM

      Acho que todo mundo tem uma fase dessas de instabilidade em todas as áreas. parece mesmo que estamos em um 'inferno astral' as vezes. mas nada dura para sempre. o jeito é levantarmos a cabeça e enviar currículos hahaha bjs

      Excluir
    3. Tenho feito isso, essa coisa de enviar currículos.
      Não creio muito nessa coisa de selecionar pessoas apenas pelo que ela discrimina num papel. falta olho no olho e chances de experimentação.

      Excluir

Ficarei feliz em saber sua opinião