domingo, maio 25, 2014

Teoria triangular do amor - Intimidade, Paixão e Compromisso

Conheça os três componentes do amor, a intimidade, a paixão e o compromisso, e seus subtipos, base da teoria triangular do amor de Robert Sternberg.


Para entender o que é o amor temos que nos aprofundar nos estudos e nas teorias que foram desenvolvidas ao longo dos anos por grandes pesquisadores, nosso objetivo hoje é apresentar os principais conceitos daTeoria Triangular do Amor, desenvolvida pelo psicólogo americando Robert Sternberg apresentada inicialmente no livroThe triangle of love: intimacy, passion, commitment (O triangulo do amor: Intimidade, paixão, compromisso) Basic Books, 1988.
Em suas pesquisas realizadas com dezenas de casais Robert Sternberg descobriu que o amor se manifesta de diferentes formas e a partir dessas manifestações o pesquisador propôs a Teoria Triangular do Amor na qual ele define os 3 principais componentes encontrados no amor, em um relacionamento, são eles: Intimidade, Paixão e Compromisso. Para Sternberg os componentes do amor podem se combinar de diferentes maneiras, intensidades, dando forma a diferentes tipos de manifestações do amor. Para explicar essas manifestações o pesquisador utilizou a figura de um triangulo o que deu nome a sua teoria, na sequencia vamos explicar em detalhes os três componentes do amor.

"O amor verdadeiro fundamenta-se na vivencia e no equilíbrio do triangulo perfeito composto de intimidade, paixão e compromisso, mais do que uma utopia, pode se transformar numa realidade quando vivido por duas pessoas que querem mais do que uma simples história de amor, querem viver intensamente um momento que se estenda para a eternidade comungando ambos da plenitude que se encontra na perfeição de se compreenderem e aceitarem como são, dois universos complexos que se complementam.(Luis Alves)


INTIMIDADE

intimidade é o primeiro componente do amor proposto na teoria de Robert Sternberg. A intimidade é um dos principais ingredientes para que um relacionamento possa se sustentar ao longo dos anos pois envolve sentimentos, proximidade, contato direto entre as partes envolvidas, uma maneira de cada um descobrir seu parceiro, não somente no ato sexual mas no que se diz respeito aos sentimentos pessoais, a história de vida individual e conjunta que irão desenvolver ao longo do relacionamento.
Se diz que somente na intimidade do dia a dia é que as pessoas realmente se conhecem por isso é muito importante o desenvolvimento da intimidade em um relacionamento para que ambos possam transformar dois universos totalmente distintos em um único mundo habitável por dois seres que se amam e se completam.
Em seu livro Sternberg enfatiza que a intimidade ajuda a desenvolver a honestidade, o respeito, aceitação, generosidade, compreensão e mais uma série de sentimentos que se complementam quando ambos começam a se conhecerem profundamente.



PAIXÃO

livro teoria triangular do amor de Robert Sternberg
segundo componente da teoria de Sternberg é a Paixão e esta está relacionada ao desejo sexual, a atração física muitas vezes ambas as partes não conseguem compreender mas a vivem intensamente, aquele sentimento que cria uma história de amor, desenvolve os elementos contidos em um verdadeiro romance e gera uma grande satisfação em ambas as partes por estarem vivendo e compartilhando esse sentimento mútuo. Uma das descobertas que Sternberg fez sobre a paixão é que essa tem uma característica muito particular em um relacionamento por ser rápida, geralmente começa com grande intensidade arrebatando os corações de ambas as partes onde experimentam um pico de emoções e sentimentos muitas vezes que nem podem ser descritos, no entanto da mesma forma que a paixão chega rapidamente ela também vai perdendo sua força numa intensidade proporcional o que muitas vezes explica histórias rápidas, relacionamentos que duram apenas alguns dias mas que foram vividos com a intensidade de alguns anos.
Outra característica da Paixão em um relacionamento é o forte apelo sexual, a necessidade da satisfação sexual de ambos que muitas vezes gera sentimentos e desejos de dominar o parceiro(a), torna-lo submisso aos seus desejos, da mesma forma que uma parte se entrega outra quer dominar.


COMPROMISSO

terceiro componente da teoria triangular do amor de Robert Sternberg é o Compromisso ou como também definido como Decisão. Para entender esse componente temos que analisar suas duas características: Primeiramente é necessário tomar a decisão de amar uma pessoa e em seguida é necessário ter o compromisso de manter esse relacionamento. Nos dias atuais dos famosos "ficar", "pegar" o aspecto do compromisso está sendo deixado de lado, o objetivo maior é viver intensamente um momento, com uma pessoa que muitas vezes não importa quem, uma entrega ao desejo.
Muitas vezes esses dois componentes, Compromisso e Decisão, ocorrem não necessariamente em uma ordem, tudo depende do momento em que o relacionamento se iniciou, pode ser que uma pessoa tome a decisão de amar alguém, de assumir um compromisso de longo prazo que possa evoluir para algo mais sério. Pode ser que uma pessoa esteja a procura de um compromisso mas só poderá tomar a decisão depois que experimentar um pouco da intimidade ou viver uma paixão.



Agora que entendemos os 3 componentes da Teoria Triangular do Amor de Sternberg (Intimidade, Paixão e Compromisso) vamos nos aprofundar mais no assunto entendendo como esses 3 componentes se desdobram nos 8 subtipos do amor. Para Robert Sternberg as relações amorosas não são estáticas, precisam de mobilidade para que possam se firmar, se estabelecer, se desenvolver e principalmente se manterem por um longo tempo. Vamos a seguir explicar os 8 subtipos do Amor.

1. Só Intimidade

Esse subtipo parte pelo principio de um relacionamento entre amigos, onde a amizade prevalece e muitas vezes ganha uma intimidade muito maior do que o comum, nesse primeiro subtipo a intimidade é o alicerce do relacionamento e não há paixão ou o compromisso de algo mais sério.

2. Só Paixão

Aqui podemos citar o amor à primeira vista, quando duas pessoas se encontram e sentem algo a mais, muitas vezes incompreensível, um desejo ardente de dominar, de tomar a outra pessoa, de se integrar através de um ato sexual, aqui entra o que comentamos anteriormente a característica de ser rápido, intenso, como numa curva de um gráfico que atinge seu topo num espaço de tempo muito curto e logo em seguida provoca sentimentos de posse, uma certa obsessão pelo outro, uma história caracterizada pelo desejo intenso de ambas as partes e que da mesma maneira que começa vai terminando, esfriando. Uma das suas características é a ausência de intimidade, da necessidade de se conhecer e uma falta de compromisso em ter algo mais sério.

3. Só Compromisso ou Decisão

Esse subtipo do amor é caracterizado pelo termo "Amor Vazio" é quando apenas existe uma decisão de amar alguém, ou o fato de firmar um compromisso de amar alguém sem que haja a necessidade de intimidade ou paixão. Esse subtipo pode evoluir de outros e se caracteriza pelo fato de um casal estar com um relacionamento estagnado, seja pelo longo tempo da relação ou por outros problemas que levam a um afastamento da atração física e do envolvimento emocional entre as partes.

4. Amor Romântico (Intimidade + Paixão)

Um pouco de romantismo não faz mal a ninguém no entanto isso não quer dizer que o relacionamento será longo e duradouro, neste subtipo intitulado amor romântico é caracterizado pela atração física e emocional muito intensa entre as partes cuja duração é limitada pois ambos não conseguem sobreviver as situações difíceis e os conflitos vivenciados no dia a dia do casal.

5. Amor Companheiro (Intimidade + Compromisso)

O amor companheiro muitas vezes surge de uma relação de amizade caracterizada pelo compromisso da vida a dois mas com o tempo a paixão e a atração física vão desaparecendo, o relacionamento vai esfriando, a intimidade deixa de existir, só o compromisso de viver juntos prevalece.

6. Amor Ilusório (Paixão + Compromisso)

Esse subtipo do amor é muito conhecido, você pode não ter vivido ele mas certamente conhece alguma história parecida, é caracterizado por aquela súbita paixão onde ambos fazem juras eternas de amor sem ao menos se conhecerem, tomados pelo momento escrevem uma história de amor e paixão a qual nunca se tornará realidade, isso se dá por não existir a intimidade ou quando essa começa a se tornar realidade se mostra incompatível com o roteiro previamente planejado pelo casal no furor da paixão e das juras eternas de amor.

7. Amor Verdadeiro (Intimidade + Paixão + Compromisso)

Talvez o subtipo que todas as pessoas sonham, o fato de encontrar o parceiro(a) perfeito(a) e viver um Amor Verdadeiro composto dos 3 componentes iniciais, intimidade onde ambos se conhecem profundamente e aceitam suas virtudes e defeitos, encontram um ponto de equilíbrio na paixão onde não são posse mas sim doação e por ultimo a decisão de manter um compromisso sério, estável, duradouro. Em pleno século 21 o amor verdadeiro pode estar se transformando em uma utopia mas ainda possível de se viver.

8. Sem Amor - Ausência dos três componentes

Entramos no âmbito dos relacionamentos interpessoais, a vida profissional, as pessoas com quem nos relacionamos em nosso dia a dia no trabalho, na escola, as pessoas comuns, os colegas, nesse subtipo do amor não existe a intenção de se aprofundar na intimidade alheia, ou de ter um relacionamento amoroso ou algum tipo de compromisso de vida a dois.


Conclusão

Robert Sternberg
Toda pessoa que está em um relacionamento, seja um simples namoro com alguns dias de duração ou um casamento já de longa data, deveria conhecer a fundo a Teoria Triangular do Amor de Robert Sternberg para poder entender a fundo o que realmente deseja em um relacionamento a fim de tomar uma decisão que o leve a experimentar aquilo que ele quer e da mesma maneira respeite a outra parte dando a oportunidade que essa também tenha direito a uma opção.
Importante observar que a Teoria de Sternberg não é voltada a proporcionar um conhecimento sobre o Amor Verdadeiro mas sim dar ferramentas para que uma pessoa possa entender o momento que está vivendo e tomar decisões que possam levar a experimentar isoladamente um dos 3 componentes do amor, intimidade, paixão ou compromisso de tal forma que ciente de sua decisão possa usufruir desse momento intensamente, seja conhecendo melhor uma pessoa, vivendo uma intensa história de amor ou uma vida a dois que ultrapasse a barreira das décadas.
Apresento um pequeno texto dos autores Hernandez e Biasetto contido no livro Os componentes do amor e a satisfação onde explicam sobre a importância de considerar que cada individuo possui diversos triângulos de amor e a partir da dinâmica entre esses componentes é que poderá atingir o sucesso ou o fracasso em um relacionamento.
Não há apenas um triângulo em qualquer relacionamento, mas vários. Por exemplo, cada pessoa tem um triângulo real e um triângulo ideal. Quanto maiores as diferenças entre os vários triângulos, menor a satisfação no relacionamento. Para que o amor possa florescer, as ações num relacionamento amoroso devem refletir o tamanho e a forma do triângulo do amor. Para cada membro de um casal podemos observar o que um sente realmente pelo outro, o que cada um gostaria idealmente de sentir pelo outro, o que cada um sente por ele e como cada um gostaria, idealmente, que o outro sentisse por ele.

Gene da felicidade

Um único gene pode tornar o mais promíscuo dos ratos dos prados num marido atento e devotado, tal como os seus primos ratinhos do campo, relata a revista Nature na sua edição mais recente.
Alterando a química hormonal do cérebro deste pequeno roedor, os cientistas obtiveram uma ratinho fiel, o que, acreditam, pode levar a uma maior compreensão da forma como o comportamento social é controlado no Homem. A actividade da mesma hormona pode também desempenhar um papel importante em doenças como o autismo, onde os indivíduos não apresentam competências sociais básicas.
Menos de 5% dos mamíferos são habitualmente monogâmicos, sendo os ratinhos do campo Microtus ochrogaster um desses raros casos. Após o acasalamento, os machos apaixonam-se pela sua parceira, mantendo-se perto dela todo o tempo, protegendo-a vigorosamente e ajudando na criação das ninhadas.
Já os seus parentes próximos, os ratinhos dos prados Microtus pennsylvanicus, por sua vez, têm uma atitude mais comum: acasalam com várias fêmeas e dão muito pouca atenção às suas crias.
Estudos prévios já tinham demonstrado que a hormona vasopressina encorajava a ligação dos casais nos ratos dos campos, bem como o facto de os animais mais promíscuos apresentarem um menor número de receptores V1a para a vasopressina na zona do cérebro anterior designada paládio ventral. 
De forma a provar que a vasopressina tem um efeito "amansador", os investigadores forneceram aos ratos dos prados uma dose extra de receptores V1a no paládio ventral. Os resultados foram espantosos: depos da introdução do gene dos receptores  V1a, os antigos playboysmudaram completamente. De repente, os machos fixaram-se numa única fêmea, escolhendo permanecer com ela mesmo quando tentados por outras fêmeas.
Os cientistas consideram que uma cadeia de acontecimentos leva a que uma única hormona tenha um efeito tão dramático. Pensam que quando os ratos acasalam a vasopressina é libertada e liga-se aos receptores V1a do cérebro, que, por sua vez, vai desencadear um "sistema de recompensa" neural. 
O sistema de recompensa faz o macho sentir-se feliz, associando esses sentimentos com a fêmea com que acabaram de acasalar, encorajando-os a permanecer com ela, explica Larry Young, da Emory University, co-autor do estudo.
Os investigadores concluíram, portanto, que os ratos dos prados são promíscuos porque lhes falta um elo dessa sequência de acontecimentos, os receptores V1a no cérebro anterior.
No entanto, as implicações deste estudo vão muito para além de ratinhos Casanova, pois os cordelinhos do comportamento humano podem ser puxados por hormonas e cadeias de acontecimentos semelhantes.
É sabido que a vasopressina é libertada quando os humanos têm relações sexuais, refere Young. O sexo é quase de certeza utilizado como forma de reforçar laços entre humanos e a vasopressina pode desempenhar um papel a esse nível.
Apesar das implicações interessantes para as mulheres ciumentas, os investigadores consideram que este estudo abre novas perspectivas para a compreensão de problemas de socialização, como o autismo.
Estamos a fazer este estudo porque queremos compreender o cérebro social, explica Young. Porque interagimos com outras pessoas e o que pode estar a correr mal quando surgem doenças como o autismo? 
O professor Joseph Piven, psiquiatra da Universidade da Carolina do Norte, concorda que os ratinhos podem revelar algo importante sobre o autismo. Até agora não tinha sido encontrada uma ligação forte entre o autismo e a vasopressina mas após este estudo, de certeza devemos olhar para essa possibilidade com novos olhos, concluiu Piven.

4 dicas para deixar de amar alguém




Publicado em 27.02.2013 
original
O amor é lindo, só que nem sempre. Não sei se existe um estudo científico sobre isso, mas algumas pessoas concordariam que parecem existir mais amores não correspondidos do que finais felizes no mundo.
Em vez de intimidade, parceria e carinho, o que nos resta é rejeição e sofrimento. O que fazer nesses momentos?
Embora não exista nenhuma cura rápida para coração partido, especialistas dizem que é possível se “desapaixonar”. Confira as melhores maneiras de parar de amar alguém:

Largando o vício

Você pode sentir que o amor é algo além de seu controle, mas pesquisas psicológicas mostram que há, na verdade, formas de domar esse sentimento selvagem. A antropóloga Helen Fisher, da Universidade Rutgers (EUA), por exemplo, trabalhou com neurocientistas para produzir imagens do cérebro das pessoas enquanto elas estão apaixonadas, e descobriu que os sentimentos de amor intenso ativam a uma região do cérebro (núcleo accumbens) associada com recompensas e vícios.
Ou seja, o amor ativa as partes do nosso cérebro que também são ativadas no cérebro de viciados em cocaína e cigarro quando eles antecipam a sensação de se drogar ou fumar. Por conta disso, Fisher recomenda tratar seu amor do jeito que você trataria um vício: jogando fora cartões e cartas, ou escondendo-os em um armário. “Se você está tentando parar de ingerir álcool, você não deixa uísque em sua mesa”, explica. Idealmente, você quer parar de pensar na pessoa totalmente, então precisa se livrar de objetos que a lembrem.
Também é necessário não procurar seu ex, seja na internet ou na vida real, permanecendo o mais distante possível.

Mudando de pensamento

É fácil jogar suas memórias em uma caixa e tentar não abri-la. Evitar de pensar na pessoa, entretanto, é bem mais difícil.
Porém, segundo o psicólogo Robert Sternberg, da Universidade Estadual de Oklahoma (EUA) e autor de “A Teoria Triangular do Amor”, existem algumas coisas que você pode fazer para tornar a tarefa mais acessível.
Uma delas é refletir sobre o fato de que relações nunca podem funcionar a menos que ambas as pessoas estejam dispostas a fazê-las funcionar. Ou seja, você e a pessoa que você quer esquecer nunca teriam dado certo.
Outra coisa superimportante é manter-se ocupado. Não se dê tempo de pensar na pessoa: vá fazer algo melhor do seu dia. Estude, leia, saia, conheça outras pessoas, etc.
Encontrar alguém também ajuda a evitar que você pense no seu amor antigo. No entanto, Sternberg alerta para o risco de que parceiros transitórios geralmente não acabam sendo parceiros permanentes (aquelas pessoas que você conhece entre um relacionamento e outro).
Por fim, caso se veja pensando sobre a pessoa, seja rápido em enfatizar suas características negativas. Assim, você deve perceber, a longo prazo, que teve sorte em ter saído desse relacionamento.

Se nada disso adiantar, aguarde pela “pílula do desamor”…

O psiquiatria Thomas Lewis, da Universidade de São Francisco (EUA) e coautor do livro “Uma Teoria Geral do Amor”, suspeita que não há nada que uma pessoa possa fazer para se “desapaixonar” por alguém, da mesma forma que não há nada que uma pessoa bêbada possa fazer para ficar sóbria.
“Apaixonar-se é um estado semelhante de intoxicação, e é bem possível demonstrar, em estudos de neuroimagem, que áreas do cérebro que controlam julgamento crítico e processam emoções negativas são suprimidas durante o estado da paixão. Assim, em geral, nenhuma quantidade de raciocínio, e nenhuma quantidade de evidências sobre quão nociva a outra pessoa realmente é acabam penetrando na cabeça de alguém que está apaixonado”, sugere.
Basta pensar na famosa frase “O amor é cego” para saber que Lewis está certo. Mas nem tudo está perdido.
“Eu disse que não há nada que a pessoa possa fazer, por si só, para parar de amar. Mas acho que é possível que medicamentos modernos que alteram neurotransmissores, inclusive alguns que provavelmente não foram inventados ainda, possam interromper o estado de se apaixonar”, opina.
Lewis cita a recente descoberta de uma molécula (dihydromyricetin, em inglês) que, quando administrada, impede ratos de ficarem intoxicados quando bebem álcool. Eles podem beber o quanto quiserem, mas praticamente nada acontece a sua função cerebral (embora algo possa acontecer a seus fígados).
“Se é possível evitar que o álcool seja inebriante, então eu suspeito que é, pelo menos teoricamente possível, impedir que o amor seja inebriante, embora também suspeite que o amor possa ser mais complexo do que a embriaguez habitual”, diz.
Ou seja, o amor poderia exigir mais ajustes em neurotransmissores, além de alterações nos sistemas de dopamina, opioide endógeno e ocitocina.
Pode ser interessante pensar em uma “pílula” para se desapaixonar, mas essa solução certamente está no futuro – se é que vai chegar ao mercado um dia.

…ou aposte na única cura confiável: o tempo

Por menos romântico que isso possa soar, é verdade: o amor não dura. Cada um dos especialistas que opinou neste artigo notou que raramente param para pensar em como se “desapaixonar”. Em vez disso, eles geralmente se perguntam como duas pessoas podem permanecer apaixonadas ao longo do tempo.
Esta é uma boa notícia para os que querem afastar a sensação dolorosa da rejeição. Geralmente, a intensidade apaixonada do amor não dura. Claro, pode se aprofundar em um relacionamento duradouro ou casamento, mas nunca vai permanecer tão intensa quanto é durante o começo da relação.
Fisher explica que há verdade no velho ditado de que o tempo cura, mesmo em um nível neurológico. Ela e sua equipe descobriram que as pessoas que haviam sido rejeitadas mostravam atividade reduzida ao longo do tempo no paládio ventral, uma área do cérebro associada com sentimentos de apego.
Para ajudar o seu cérebro com esse “desapego”, faça bastante exercício físico para liberar hormônios como a dopamina. E abrace muito seus amigos: o toque é uma maneira de circular ocitocina em seu sistema, hormônio que poderia ajudá-lo a se sentir mais calmo.
“Para melhor ou para pior, a fase apaixonada não dura para sempre, não importa se queremos isso ou não. Portanto, se você se vê preso ao fardo de estar apaixonado pela pessoa errada, pode encontrar algum consolo no fato de que, algum dia no futuro relativamente próximo, você estará livre”, comenta Lewis

quarta-feira, maio 21, 2014

HORA DE DIZER TCHAU - parte 2

É O MESMO CARA.
ELE VOLTOU.
VOLTOU NO DIA 21 DE ABRIL DESTE ANO, E DESTA VEZ DIZENDO QUE ESTAVA SOLTEIRO.
OK.
HOJE, EXATO UM MÊS DEPOIS, EIS QUE ELE SE DESPEDE DE NOVO. (pausa)

COLOQUEI COMO TÍTULO AQUI "PARTE 2". MENTIRA. SE FOSSE PRA CONTAR DE VERDADE, SERIAM MUITAS VEZES MAIS  que ele se despediu, MAS PERDI A CONTA!

SÓ SEI QUE DESSA VEZ DEVE SER PRA SEMPRE.

EU SEI QUE A ABORDAGEM DELE FOI DIFERENTE E QUE EU DISSE TUDO QUE ESTAVA ENGASGADO. ALÍVIO POR UM LADO E TRISTEZA do outro, POR EU SABER AS REGRAS DA CONQUISTA DE UM JOGO A DOIS, MAS TER ABERTO MÃO E FEITO TUDO ERRADO. (pausa) SEMPRE FAÇO ERRADO.

PELO MENOS DESSA VEZ EU TENHO CERTEZA (NÃO ESTOU BEM CERTA DESSA CERTEZA) DE QUE DE ALGUMA FORMA EU FIZ O CERTO PRA MIM. OU O QUE EU TINHA QUE TER FEITO ANTES, SEI LÁ.

TÁ DOENDO MAIS DO QUE NUNCA. C.H.B.S.

Li por aí e faz todo sentido

Quem sente fome, engole loucamente uma pizza gordurosa ou uma ceaser salad. Quem sente sede, consegue beber sem parar quatro litros inteiros – de água ou de suco ou de refrigerante, que seja. Quem sente vontade, faz meia-noite virar dia, cinema virar motel e inbox do FB se transformar num delicioso par de ouvidos.
Vai por mim – se é mais-fácil-aprender-japonês-em-braile, está na hora de você trocar de idioma – e de curso

Li por aí e faz todo sentido

Li por aí e faz todo sentido:
Mas se fosse só isso, seria apenas mais um caso de tantos caras covardes que fazem coisas cretinas na internet envolvendo ex-namoradas. Ou vai dizer que você nunca recebeu uma foto ou um vídeo “erótico” de alguém que era ex de um idiota vingativo que, depois do término, decidiu dividir a intimidade do casal com toda a galáxia? Isso acontece, infelizmente, todo dia. Mas esse cara queria mais do que ser covarde! Ele queria ser covarde e ser aplaudido por isso. Ele queria ser épico entre os amigos. É, não deu. O que ele conseguiu foi mostrar o quão carente ele é. Ele queria atenção, mais do que tudo. Muita atenção, queria ser ovacionado por outros caras tão otários quanto, que achariam a ideia dele genial. Ele queria ser parabenizado pela coragem e pela ousadia. Queria ficar “case de sucesso”, enfim, ele não queria se sentir sozinho. E é aí que nós voltamos ao começo desse texto. Ele queria curtidas na foto dele, queria likes, queria coraçõezinhos, queria comentários com gente dando risada e achando um máximo. Pra isso valeria a pena expor a namorada de um jeito ridículo. Pra isso valeria ganhar o título de pior ex-namorado do mundo. Pra isso valeria a pena ser um idiota sem precedentes. Francamente, cada dia me assusto mais com o valor das coisas. Quando foi que as nossas relações e o respeito mútuo entre pessoas tão próximas quanto namorados começou a valer menos do que um like?

32 verdades sinceras para homens que não se tocam

32 verdades sinceras para homens que não se tocam, baseado nas respostas que recebemos das nossas leitoras à Pergunta de Quinta. Agora é a vez dos homens. Perguntamos a eles quais verdades as mulheres precisam aprender, mas ainda não o fizeram. Eles soltaram o verbo, e abaixo você encontra as respostas que mais apareceram ou aquelas mais nos chamaram a atenção – seja negativa ou positivamente. Prepare-se (e lembre-se de que são respostas dos leitores e não necessariamente refletem a opinião do site):
1. Gostamos daquela cara manhosa que vocês fazem quando vamos embora uma vez ou outra, mas toda vez enche o saco.
2. Nem tudo o que reluz é ouro. Não adianta escolher um cara pelo carro ou dinheiro que ele tem, nem pelo físico. Vocês se machucarão eternamente enquanto agirem assim.
3. Quando falamos que você é a mulher mais linda de todas, estamos sendo sinceros.
4. Que um homem galinha muda, sim, desde que encontre a mulher certa.
5. Você é mulher, mas não precisa ser compradora compulsiva por tabela.
6. Não é uma chupadinha que nos vai fazer gozar. Chupe direito.
7. A vizinha é gostosa, tua amiga é gostosa, aquela mulher que passou por nós na rua é gostosa, mas se eu estou com você é porque, pra mim, você é muito mais gostosa do que elas. E porque eu te amo, porra.
8. Que vocês se tornam mais sexy quando não forçam um sorriso, roupa, sapato ou maquiagem a fim de parecerem impecáveis. A sensualidade está toda em sua cara amassada após acordar, cabelo molhado e pele úmida pós-banho e camiseta velha, cabelos amarrados e óculos enquanto leem na cama.
9. O melhor despertar para nós é um belo boquete. Mas sentir seu corpo se acomodando ao nosso pode ser tão excitante quanto.
10. Que o objetivo do homem no final é quase sempre o sexo anal.
11. Limpe os cabelos que você deixa no chão do banheiro ou quando se penteia no quarto. Sério, não é legal ver aqueles maços de cabelos pelo chão.
12. Que amamos jogar videogame, jogar conversa fora com os amigos, praticar algum esporte e passar um tempo sozinhos, e ainda assim não deixaremos de amá-las.
13. De que adianta usar uma saia curta e um decote lindo se quando formos para a cama você me pedir para apagar a luz? CARA, ISSO É TRÁGICO.
14. Uma passada de mão é sempre bem vinda, mesmo em locais públicos – PRINCIPALMENTE EM LOCAIS PÚBLICOS.
15. Eu tenho vergonha de dizer que curto fio-terra.
16. Eu sei que vocês não gostam de futebol, mas assistir uma vez ou outra com a gente trará boas recompensas.
17. Não somos mágicos para decifrar se vocês estão a fim de nós. Garotas devem ser mais diretas.
18. Que se masturbar não é um tabu, e sim um teste de autoconhecimento do próprio corpo. Se elas não sabem do que gostam e como gostam, como conseguir satisfazê-las?
19. Que quando falamos que só vamos tomar uma cerveja com os amigos, só vamos MESMO tomar uma cerveja com os amigos.
20. Que recebo pornografia diariamente e que na maioria das vezes são mulheres normais – isso é o que torna a coisa excitante.
21. Não fique com “frescurinhas” desnecessárias. Fazer um drama em todas as situações só faz com que a vejamos como criança.
22. Quando um cara não está a fim, ele não está a fim… O celular dele não foi roubado, ele não foi abduzido… Ele só não está a fim.
23. Que é tão fácil para ela abaixar a tampa da privada quanto é para ele levantá-la, portanto, não há porque fazer tanto drama.
24. Que TPM pode ser um período para ela, mas isso não justifica transformar a vida do casal em um inferno.
25. Que quem usa 40 não é gorda, é gostosa!
26. Se o cara fala que tá ficando com outra garota, não é pra te fazer ciúme, é pra fazer você sumir da vida dele.
27. Não julgamos vocês quando a gente transa no primeiro encontro. Alias, é o que mais queremos, e isso será um grande motivador para sairmos outras vezes (se o sexo for bom, é claro!)
28. Um diálogo ou uma conversa é sempre melhor do que uma briga. Se há algo que te incomoda, não guarde pra você ou divida com suas amigas – venha e fale comigo. A gente resolve.
29. Adoramos mulheres que bebem mais do que a gente, principalmente se for cerveja.
30. As mulheres precisam definitivamente aprender a dividir a conta! Enchem o peito para defender os direitos iguais e continuam de bracinhos curtos nessa hora. Não temos filhas deste tamanho.
31. Mulher de atitude, que além de inteligente é esclarecida e determinada, dá muito mais tesão do que qualquer silicone.
32. Não precisa usar aquela lingerie uma única vez. Deixe passar um tempo e a use de novo – nós não vamos nos lembrar de que você já a usou outras vezes.
33. Não são só vocês que esperam atitude do sexo oposto. Não tem nada mais broxante do que ser a única parte ativa. Não, não estou falando do sexo, mas de todas as coisas. Mostre que você também se importa.
34. Nós não suportamos ficar horas no telefone. Só gostamos de falar o essencial e desligar. E não precisa ser todo dia também…
35. A verdade é que homens não entendem quase nada de maquiagem, mas vão saber identificar um urso panda de longe, portanto, maneirem.

Pratique muay thai pela sua saúde

Pratique muay thai pela sua saúde

Os chutes, os socos e as joelhadas dessa luta trazem mais benefícios do que muita gente imagina e podem ser praticados por todas as faixas etárias

Publicado em 09/09/2013
Reportagem: Manoel Gomes | Design: Pilker | Fotos: Omar Paixão
Muay thai

Com diversos aficionados mundo afora, o muay thai também conhecida como boxe tailandês e utiliza oito armas de combate: punhos, cotovelos, joelhos e canelas. As aulas duram entre uma hora e 90 minutos e se destacam pelo dinamismo e divertimento. Diferentemente da musculação, os treinos do muay thai envolvem rotinas diversas de golpes e outros exercícios físicos, como corrida, flexões e abdominais. 
 
"Essas atividades aeróbicas melhoram o condicionamento físico e fortalecem toda a musculatura", explica o mestre Nelsimar dos Santos, presidente da Federação de Muaythai Tradicional do Estado do Rio de Janeiro. Vale acrescentar o ganho psicológico da prática marcial. "Quando você consegue enfrentar um adversário dentro das regras da luta, fica mais fácil encarar a sua vida, o desafio de uma faculdade, de um relacionamento, do trabalho", enaltece o educador físico José Danielton, personal fighter da equipe JD, em São Paulo.
 
Problemas de saúde não impedem a inscrição nas aulas da arte marcial tailandesa. Mas, antes de começar qualquer atividade física, é importante procurar um médico e realizar uma boa avaliação. Mesmo com tudo em ordem, alguns cuidados básicos sempre evitam lesões, principalmente nas primeiras sessões de treinamento. Para afastar os perrengues físicos, nada melhor do que atentar para as orientações do professor e, paralelamente, procurar uma dieta equilibrada. 
 

Vestida para a luta

Equipamentos
Para começar os treinamentos, o aluno precisa adquirir certos materiais. É o caso de bermuda, luvas, ataduras, caneleiras e protetor de boca. Algumas academias podem até emprestar esses equipamentos, mas o ideal é que cada um tenha o seu. "Já que muitas vezes esse material é compartilhado, o praticante deve dar preferência a uma escola que seja limpa, organizada, com um sistema de higienização constante", sugere Del Vecchio. 
 

E a criançada? 

Muitos pais ficam em dúvida se esportes tidos como mais agressivos, caso do muay thai, são seguros para seus filhos. "O essencial é a atividade física antes dos 10 anos nunca perder o caráter lúdico, de brincadeira", esclarece o psicólogo João Ricardo Cozac, presidente da Associação Paulista da Psicologia do Esporte. A ideia é possibilitar ao pequeno o maior número possível de modalidades esportivas, sempre lembrando que elas devem ser abordadas pelo lado do prazer e da diversão. A competição séria deve ficar para mais tarde, na adolescência. 
 

Os benefícios 

1. O suadouro garante a queima de muita energia. Dependendo do estágio e do preparo físico, o gasto chega até a 1 500 calorias por aula. Segundo os especialistas, a média de iniciantes fica na casa de 750 calorias por sessão. 
 
2. O coração sai ganhando: os chutes e os socos dilatam os vasos sanguíneos. Daí mais oxigênio e nutrientes passeiam pelo corpo. As câmaras cardíacas, exigidas, ficam fortes. 
 
3. Os músculos também se beneficiam. Mas, diversamente de outros exercícios localizados, o muay thai prepara o corpo de uma forma global. Há um aumento do tônus e da resistência muscular. 
 
4. O treinamento exige bastante da região central do corpo, principalmente do core, grupo de músculos situados no abdômen que dá sustentação à coluna vertebral. O core fortalecido garante uma ótima postura. 
 
5. Os golpes estimulam a amplitude dos movimentos, o que requer um bocado de precisão e elasticidade. A coordenação motora e a flexibilidade são aprimoradas — até mesmo nas tarefas do dia a dia. 
 
6. O boxe tailandês traz inúmeras benesses à cabeça. Além de extravasar a tensão, o muay thai ajuda seus praticantes a encarar os desafios. As aulas também são ótimas para a socialização.
 

Os treinos

Eles envolvem séries de exercícios físicos e muitos golpes. Confira:
Exercícios
1. Pular corda
 
Os saltos rápidos garantem um alto gasto calórico e turbinam a preparação física do aluno. Em geral, são utilizados como um aquecimento.
 
2. Correr
 
O típico exercício aeróbico trabalha os membros inferiores e garante uma boa resistência na hora da luta.
 
3. Fazer abdominais
 
O levantamento da cabeça e do tronco tonifica os músculos do core, o que melhora a sustentação da coluna e ajuda a adquirir uma boa postura.
 
4. Pulos e socos na cama elástica
 
A rotina de socos aprimora a coordenação motora, enquanto a instabilidade da cama elástica imita a situação da luta.

Benefícios do muay thai

Os benefícios do muay thai para o corpo

Postado por Letícia Greco

Se você está enjoada de fazer os mesmos exercícios na academia, mas não quer ficar parada, então experimente o muay thai: essa luta conquistou o público feminino e é a queridinha das academias mais bombadas no Brasil! Além de queimar calorias, o muay thai proporciona inúmeros benefícios para a saúde. Melhor ainda: você não precisa saber lutar para iniciar a prática!
Os benefícios do muay thai para o corpo
Foto: Yuri Arcurs e Glow Images e Latinstock
O que é?
É uma luta que envolve socos e chutes com grande impacto, sobretudo com os cotovelos, joelhos e canelas.
Parte do corpo trabalhada:
O muay thai movimenta o corpo todo, assim todos os músculos são trabalhados, principalmente  a musculatura das coxas, ombros e peitoral.
Quantas calorias são perdidas durante uma aula?
Em média 750 a 800 calorias em 90 minutos de atividade.
Roupas e acessórios
Para lutar muay thai você precisará de caneleira, protetor bucal e luvas de boxe. As roupas devem estar adequadas para a prática da atividade física: top para proteger os seios, camiseta de lycra ou algodão e shorts ou bermudas reforçadas.
Os benefícios do muay thai para o corpo
Foto: Thinkstock/Getty Images
O que não pode?
A luta não permite ficar com o cabelo solto, usar brinco, piercing, anéis e acessórios em geral.
Contraindicações:
Não há. Porém, assim como em outros exercícios físicos, é preciso se consultar com um médico para saber se a sua saúde está ok. Depois é só procurar uma academia qualificada e estabelecer a sua meta com um professor.
Benefícios
O muay thai tonifica os glúteos, braços, ombros, costas, barriga, pernas e panturrilha. Os ossos adquirem maior densidade, as articulações ficam mais flexíveis e a coordenação motora é ampliada. Além disso, o esporte desenvolve ou fortalece a autoconfiança e alivia o estress. Vale a pena, né?

Tratamento Radioterápico do Câncer de Próstata

O tratamento radioterápico utiliza radiações ionizantes para destruir ou inibir o crescimento das células cancerosas que formam um tumor. Existem vários tipos de radiação, porém as mais utilizadas são as eletromagnéticas (RaiosX ou Raios gama) e os elétrons (disponíveis em aceleradores lineares de alta energia). A radioterapia pode ser realizada tanto com feixes de radiação externos, ou com irradiação interna, denominada braquiterapia.
Radioterapia
A radioterapia é focada sobre a glândula da próstata a partir de uma fonte de radiação externa. As diferentes técnicas de radioterapia são:
  • Radioterapia Conformacional 3D - Utiliza computadores especiais para mapear a localização da próstata. Na radioterapia tridimensional a aquisição das imagens de tomografia deve ser feita com o paciente imobilizado e em posição de tratamento. As imagens são transferidas a um sistema de planejamento, onde o médico delimita em todos os cortes tomográficos o volume-alvo e o volume dos órgãos de risco. No tratamento radioterápico 3D da próstata, a distribuição de dose é calculada em todo o volume irradiado.
  •  
  • Radioterapia de Intensidade Modulada (IMRT) – Permite a conformação da radiação para o contorno da área alvo e utiliza múltiplos feixes de radiação angulares e de intensidades não uniformes, possibilitando um tratamento mais concentrado na região do tumor. A IMRT permite isolar perfeitamente a área do tumor a ser tratada, possibilitando a utilização de uma alta dose de radiação no tumor alvo, com menor efeito sobre as células sadias, além de reduzir a toxicidade do tratamento. Com esta técnica é possível avaliar a distribuição de dose em todo o volume da glândula, reduzindo as áreas de alta dose e tornando a distribuição mais homogênea.
Os possíveis efeitos colaterais da radioterapia são:
  • Problemas intestinais.
  • Problemas na bexiga.
  • Incontinência urinária.
  • Impotência.
  • Sensação de cansaço.
  • Linfedema.
  • Estreitamento uretral.
Braquiterapia
A braquiterapia utiliza pequenas sementes radioativas que são colocadas diretamente na próstata. A braquiterapia é geralmente utilizada em homens com câncer de próstata em estágio inicial.
Existem dois tipos de braquiterapia da próstata:
  • Braquiterapia Permanente (Baixa Taxa de Dose - LDR) - Nesta abordagem, as sementes do material radioativo são colocadas dentro de agulhas finas, que são inseridas através da pele na área entre o escroto e o ânus (períneo) e na próstata. As sementes são deixadas no local quando as agulhas são removidas e liberam baixas doses de radiação durante semanas ou meses.
  •  
  • Braquiterapia Temporária (Alta Taxa de Dose– HDR) – Nesta técnica as agulhas são colocadas vazias (sem material radioativo) na próstata, e após o posicionamento são inseridas através das agulhas os cateteres com o material radioativo. Ao término do tratamento, os cateteres são removidos.
Os possíveis efeitos colaterais da braquiterapia são:
  • Problemas intestinais.
  • Incontinência urinária.
  • Impotência.

Sobre sonhar com dentes

Tenho recebido inúmeros comentários sobre algum tipo de ajuda com relação à explicação em sonhar com dentes. Entendam que os dentes sã...