sexta-feira, maio 15, 2015

A FUTURA INVASÃO RUSSA DE ISRAEL

David Alfred Zuhars Jr.          

 Em Ezequiel, capítulos 37 a 39, há profecias sobre o fim dos tempos. A Bíblia relata que Israel estará na sua terra como uma nação e que a Rússia e seus aliados a invadirão. No capítulo 37, Ezequiel tem a visão do Vale dos Ossos Secos que fala simbolicamente de Israel sendo ressuscitada depois de passar séculos espalhada por toda parte da terra. É evidente, por esses capítulos, que Israel estará na sua terra de novo e em paz, relativamente falando. Veja o que diz em Ezequiel 37:11: “Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. Eis que dizem: Os nossos ossos se secaram, e pereceu a nossa esperança; nós mesmos estamos cortados”. O capítulo 37 de Ezequiel mostra que Israel se tornará uma nação novamente na sua própria terra. Isso já aconteceu em 1948. Jesus Cristo falou sobre essas coisas em Mateus 23:37-39: “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! Eis que a vossa casa vai ficar-vos deserta; Porque eu vos digo que desde agora me não vereis mais, até que digais: Bendito o que vem em nome do Senhor”. Os judeus ficaram espalhados sobre toda parte da terra desde os dias dos cativeiros de Israel pela Assíria e Babilônia, e Jesus Cristo confirmou que ia continuar assim por causa da rejeição de Israel ao seu Messias-Rei, Jesus Cristo. No entanto, não será assim para sempre, porque Israel voltará à sua terra um dia. Os judeus já começaram a voltar desde 1948. A profecia da parábola da figueira em Mateus 24:32-34 fala desse evento.          

 Nos capítulos 38 e 39 de Ezequiel, a Bíblia descreve a invasão da Rússia e de seus aliados contra Israel. Vamos ler alguns versículos: “Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele. E dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal; E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada; Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete; Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo. Prepara-te, e dispõe-te, tu e todas as multidões do teu povo que se reuniram a ti, e serve-lhes tu de guarda. Depois de muitos dias serás visitado. No fim dos anos virás à terra que se recuperou da espada, e que foi congregada dentre muitos povos, junto aos montes de Israel, que sempre se faziam desertos; mas aquela terra foi tirada dentre as nações, e todas elas habitarão seguramente” (Ezequiel 38:1-8).           
 A Bíblia diz, nesses capítulos, que Israel será atacada e invadida pela Rússia e outros países que estarão aliados a ela. Alguns teólogos, escritores e pregadores acham que essa invasão de Israel pela Rússia é a mesma da batalha de Armagedom, mas não é e mostrarei algumas razões bíblicas que provam que são duas batalhas diferentes:

AS  DIFERENÇAS  ENTRE  AS  DUAS  BATALHAS
A invasão em Ezequiel será feita por um exército liderado e chefiado pela Rússia, aliada a várias outras nações: “Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele (...) Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete; Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo” (Ezequiel 38:2,5-6). Na batalha de Armagedom o exército será formado pelos exércitos de todas as nações da terra: “Porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso”(Apocalipse 16:14).Na invasão russa, os invasores virão do norte de Israel: “Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo” (Ezequiel 38:6). Na batalha de Armagedom eles virão da terra toda: “E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército” (Apocalipse 19:19).Magogue (Rússia) invadirá Israel para tomar despojo: “E dirás: Subirei contra a terra das aldeias não muradas; virei contra os que estão em repouso, que habitam seguros; todos eles habitam sem muro, e não têm ferrolhos nem portas; A fim de tomar o despojo, e para arrebatar a presa, e tornar a tua mão contra as terras desertas que agora se acham habitadas, e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra” (Ezequiel 38:11-12). No Armagedom eles virão para destruir Israel da face da terra (Apocalipse 19:19).Algumas nações protestarão a invasão russa de Israel: “Sebá e Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os seus leõezinhos te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste a tua multidão para arrebatar a tua presa? Para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear o grande despojo?” (Ezequiel 38:13),mas no Armagedom nenhuma nação protestará a batalha, pois todas participarão nessa guerra: “Porque eu ajuntarei todas as nações para a peleja contra Jerusalém; e a cidade será tomada, e as casas serão saqueadas, e as mulheres forçadas; e metade da cidade sairá para o cativeiro, mas o restante do povo não será extirpado da cidade” (Zacarias 14:2).Gogue (o líder da Rússia) será o líder da invasão em Ezequiel: “Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele, E dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal” (Ezequiel 38:2-3).          

O anticristo será o líder da batalha de Armagedom:“E vi um anjo que estava no sol, e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, e ajuntai-vos à ceia do grande Deus; Para que comais a carne dos reis, e a carne dos tribunos, e a carne dos fortes, e a carne dos cavalos e dos que sobre eles se assentam; e a carne de todos os homens, livres e servos, pequenos e grandes. E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército. E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre. E os demais foram mortos com a espada que saía da boca do que estava assentado sobre o cavalo, e todas as aves se fartaram das suas carnes”(Apocalipse 19:17-21).Israel estará relativamente em paz quando essa invasão ocorrer. “E dirás: Subirei contra a terra das aldeias não muradas; virei contra os que estão em repouso, que habitam seguros; todos eles habitam sem muro, e não têm ferrolhos nem portas”(Ezequiel 38:11). Israel estará sofrendo demais quando chegar a batalha de Armagedom. O capítulo todo de Apocalipse 12 fala sobre isso.Os exércitos em Ezequiel serão destruídos por contenda entre si, doença, desastres naturais...: “Porque chamarei contra ele a espada sobre todos os meus montes, diz o Senhor Deus; a espada de cada um se voltará contra seu irmão. E contenderei com ele por meio da peste e do sangue; e uma chuva inundante, e grandes pedras de saraiva, fogo, e enxofre farei chover sobre ele, e sobre as suas tropas, e sobre os muitos povos que estiverem com ele” (Ezequiel 38:21-22). No Armagedom, os exércitos do anticristo serão destruídos pela espada que sai da boca de Jesus Cristo: “E os demais foram mortos com a espada que saía da boca do que estava assentado sobre o cavalo, e todas as aves se fartaram das suas carnes” (Apocalipse 19:21).


A  FUTURA  INVASÃO  RUSSA  DE  ISRAEL
            Os capítulos 38 e 39 de Ezequiel relatam essa invasão russa de Israel. O capítulo 38:1-2 diz que Deus estará contra as nações invasora.
1. Os Invasores:
1.1. Gogue e Magogue – Gogue é o líder e Magogue é a sua terra: “Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele” (38:1-2). “Ma”     significa terra. A palavra “Gogue” quer dizer “rosh”. Todos concordam que Gogue e Magogue falam da nação de Rússia. Pode ver que a palavra “Rússia” vem da palavra “Rosh”. Meseque e Tubal são cidades da Rússia, são nomes para as modernas cidades de Moscou e Tobolsk.1.2. Os Aliados da Rússia – Estes países são mencionados em 38:5-6: “Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete; Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo”.Pérsia – conhecida hoje em dia como Irã.Etiópia – Etiópia e outras nações africanas.Pute – Líbia.Gômer e todas as suas tropas – Alemanha e outras nações para o Mar Negro. Provavelmente a Europa Oriental.A Casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas – Armênia, provavelmente as repúblicas ao sul da Rússia e a Turquia. A maioria dessas            nações é mulçumana.            Observe que esses países já estão aliados à Rússia hoje em dia e a Rússia está tentando uni-los como inimigos de Israel.
2. Os Países Inimigos de Israel:
            Alguns países que agora são declarados inimigos de Israel não estão na lista dos países aliados à Rússia. Por exemplo: Síria, Jordânia, Egito, Palestinos e outros. Por que não estão incluídos?            Quando essa invasão acontecer a Bíblia fala que Israel estará gozando paz na sua terra. Mas como? Agora Israel está cercada de inimigos por todo lado e por dentro das suas fronteiras também. Israel vai conquistar esses países ao seu redor para assegurar a sua paz? É uma boa possibilidade. A profecia contra Edom indica isso. Leia o livro de Obadias para ver essa profecia.
3. O Protesto dessa Invasão por Alguns Países:
Alguns países protestarão essa invasão liderada e chefiada pela Rússia.     “Sebá e Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os seus leõezinhos te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste a tua multidão para arrebatar      a tua presa? Para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear o grande despojo?” (Ezequiel 38:13). Esse protesto será feito verbalmente, não militarmente.3.1. Sebá e Dedã – São cidades da Arábia Saudita. Pode ser os estados ricos de petróleo.3.2. Társis e todos os seus leõezinhos – Társis se refere provavelmente a Cartago, que foi fundada pelos Fenícios. A palavra Társis significa “fundição”. Os Fenícios estabeleceram fundições em vários países, inclusive Espanha, Inglaterra e talvez na América. Provavelmente fala desses países e de outros também, que são chamados os países ocidentais. Por isso diz “e todos os seus leõezinhos”, isso pode indicar a inclusão da América. A Fenícia original é o moderno Líbano. Esse país deve ser aliado com os demais países mencionados. Eles protestarão a invasão de Israel, mas somente de maneira verbal, não militar.
4. A Invasão.
4.1. Israel estará em paz, relativamente falando. “Depois de muitos dias serás visitado. No fim dos anos virás à terra que se recuperou da espada, e que foi congregada dentre muitos povos, junto aos montes de Israel, que sempre se faziam desertos; mas aquela terra foi tirada dentre as nações, e todas elas habitarão seguramente (...) Portanto, profetiza, ó filho do homem, e dize a Gogue: Assim diz o Senhor Deus: Porventura não o saberás naquele dia, quando o meu povo Israel habitar em segurança?” (Ezequiel 38:8,14).4.2. Os invasores virão como uma tempestade e como uma nuvem para cobrir a terra: “Então subirás, virás como uma tempestade, far-te-ás como uma nuvem para cobrir a terra, tu e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo (...) E subirás contra o meu povo Israel, como uma nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias sucederá que hei de trazer-te contra a minha terra, para que os gentios me conheçam a mim, quando eu me houver santificado em ti, ó Gogue, diante dos seus olhos” (Ezequiel 38:9,16). A Bíblia indica que muitos soldados invadirão a terra de Israel pelo fato que levará sete meses para sepultar os mortos e sete anos para queimar as armas: “E os habitantes das cidades de Israel sairão, e acenderão o fogo, e queimarão as armas, e os escudos e as rodelas, com os arcos, e com as flechas, e com os bastões de mão, e com as lanças; e acenderão fogo com elas por sete anos (...) E a casa de Israel os enterrará durante sete meses, para purificar a terra. Sim, todo o povo da terra os enterrará, e será para eles memorável dia em que eu for glorificado, diz o Senhor Deus. E separarão homens que incessantemente percorrerão a terra, para que eles, juntamente com os que passam, sepultem os que tiverem ficado sobre a face da terra, para a purificarem; durante sete meses farão esta busca” (Ezequiel 39:9,12-14).4.3. Os invasores virão do extremo norte: “Virás, pois, do teu lugar, do extremo norte, tu e muitos povos contigo, montados todos a cavalo, grande ajuntamento, e exército poderoso” (Ezequiel 38:15). É interessante que a cidade de Moscou fique diretamente para o norte de Israel.4.4. Os invasores virão para tomar o despojo: “A fim de tomar o despojo, e para arrebatar a presa, e tornar a tua mão contra as terras desertas que agora se acham habitadas, e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra. Sebá e Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os seus leõezinhos te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste a tua multidão para arrebatar a tua presa? Para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear o grande despojo?” (Ezequiel 38:12-13). Israel é um país rico por causa dos judeus abastados em bens, inteligência e tecnologia.4.5. Essa invasão é a vontade de Deus: “E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada (...) Depois de muitos dias serás visitado. No fim dos anos virás à terra que se recuperou da espada, e que foi congregada dentre muitos povos, junto aos montes de Israel, que sempre se faziam desertos; mas aquela terra foi tirada dentre as nações, e todas elas habitarão seguramente (...) E subirás contra o meu povo Israel, como uma nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias sucederá que hei de trazer-te contra a minha terra, para que os gentios me conheçam a mim, quando eu me houver santificado em ti, ó Gogue, diante dos seus olhos. Assim diz o Senhor Deus: Não és tu aquele de quem eu disse nos dias antigos, por intermédio dos meus servos, os profetas de Israel, os quais naqueles dias profetizaram largos anos, que te traria contra eles? Sucederá, porém, naquele dia, no dia em que vier Gogue contra a terra de Israel, diz o Senhor Deus, que a minha indignação subirá à minha face. Porque disse no meu zelo, no fogo do meu furor, que, certamente, naquele dia haverá grande tremor sobre a terra de Israel” (Ezequiel 38:4,8,16-19). Por quê? Para que Deus possa julgar essas nações justamente pela sua rebelião contra Ele.4.6. Deus vencerá os invasores pelo Seu próprio poder: “Porque disse no meu zelo, no fogo do meu furor, que, certamente, naquele dia haverá grande tremor sobre a terra de Israel; De tal modo que tremerão diante da minha face os peixes do mar, e as aves do céu, e os animais do campo, e todos os répteis que se arrastam sobre a terra, e todos os homens que estão sobre a face da terra; e os montes serão deitados abaixo, e os precipícios se desfarão, e todos os muros desabarão por terra. Porque chamarei contra ele a espada sobre todos os meus montes, diz o Senhor Deus; a espada de cada um se voltará contra seu irmão. E contenderei com ele por meio da peste e do sangue; e uma chuva inundante, e grandes pedras de saraiva, fogo, e enxofre farei chover sobre ele, e sobre as suas tropas, e sobre os muitos povos que estiverem com ele. Assim eu me engrandecerei e me santificarei, e me darei a conhecer aos olhos de muitas nações; e saberão que eu sou o Senhor” (Ezequiel 38:19-23). “Tu, pois, ó filho do homem, profetiza ainda contra Gogue, e dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal. E te farei voltar, mas deixarei uma sexta parte de ti, e far-te-ei subir do extremo norte, e te trarei aos montes de Israel. E, com um golpe, tirarei o teu arco da tua mão esquerda, e farei cair as tuas flechas da tua mão direita. Nos montes de Israel cairás, tu e todas as tuas tropas, e os povos que estão contigo; e às aves de rapina, de toda espécie, e aos animais do campo, te darei por comida. Sobre a face do campo cairás, porque eu o falei, diz o Senhor Deus. E enviarei um fogo sobre Magogue e entre os que habitam seguros nas ilhas; e saberão que eu sou o Senhor”(Ezequiel 39:1-6). Essas catástrofes serão feitas por Deus mesmo. Será não só em Israel, contra os seus invasores, mas também na própria terra da Rússia. Além de tudo que acontecerá, cinco em seis homens de guerra vão morrer, isso vai praticamente acabar com a nação da Rússia. Todos saberão que Deus que fez tudo isso e não os homens nem os elementos naturais. “Assim eu me engrandecerei e me santificarei, e me darei a conhecer aos olhos de muitas nações; e saberão que eu sou o Senhor”(Ezequiel 38:23). Até Israel saberá que foi Deus quem fez: “E saberão os da casa de Israel que eu sou o Senhor seu Deus, desde aquele dia em diante” (Ezequiel 39:22).4.7. Será o tempo oportuno para o anticristo se levantar e fazer uma aliança de paz e segurança de sete anos com Israel. Israel aceitará o anticristo como sendo o Messias. “E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador” (Daniel 9:26-27).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficarei feliz em saber sua opinião