quarta-feira, maio 21, 2014

Tratamento Radioterápico do Câncer de Próstata

O tratamento radioterápico utiliza radiações ionizantes para destruir ou inibir o crescimento das células cancerosas que formam um tumor. Existem vários tipos de radiação, porém as mais utilizadas são as eletromagnéticas (RaiosX ou Raios gama) e os elétrons (disponíveis em aceleradores lineares de alta energia). A radioterapia pode ser realizada tanto com feixes de radiação externos, ou com irradiação interna, denominada braquiterapia.
Radioterapia
A radioterapia é focada sobre a glândula da próstata a partir de uma fonte de radiação externa. As diferentes técnicas de radioterapia são:
  • Radioterapia Conformacional 3D - Utiliza computadores especiais para mapear a localização da próstata. Na radioterapia tridimensional a aquisição das imagens de tomografia deve ser feita com o paciente imobilizado e em posição de tratamento. As imagens são transferidas a um sistema de planejamento, onde o médico delimita em todos os cortes tomográficos o volume-alvo e o volume dos órgãos de risco. No tratamento radioterápico 3D da próstata, a distribuição de dose é calculada em todo o volume irradiado.
  •  
  • Radioterapia de Intensidade Modulada (IMRT) – Permite a conformação da radiação para o contorno da área alvo e utiliza múltiplos feixes de radiação angulares e de intensidades não uniformes, possibilitando um tratamento mais concentrado na região do tumor. A IMRT permite isolar perfeitamente a área do tumor a ser tratada, possibilitando a utilização de uma alta dose de radiação no tumor alvo, com menor efeito sobre as células sadias, além de reduzir a toxicidade do tratamento. Com esta técnica é possível avaliar a distribuição de dose em todo o volume da glândula, reduzindo as áreas de alta dose e tornando a distribuição mais homogênea.
Os possíveis efeitos colaterais da radioterapia são:
  • Problemas intestinais.
  • Problemas na bexiga.
  • Incontinência urinária.
  • Impotência.
  • Sensação de cansaço.
  • Linfedema.
  • Estreitamento uretral.
Braquiterapia
A braquiterapia utiliza pequenas sementes radioativas que são colocadas diretamente na próstata. A braquiterapia é geralmente utilizada em homens com câncer de próstata em estágio inicial.
Existem dois tipos de braquiterapia da próstata:
  • Braquiterapia Permanente (Baixa Taxa de Dose - LDR) - Nesta abordagem, as sementes do material radioativo são colocadas dentro de agulhas finas, que são inseridas através da pele na área entre o escroto e o ânus (períneo) e na próstata. As sementes são deixadas no local quando as agulhas são removidas e liberam baixas doses de radiação durante semanas ou meses.
  •  
  • Braquiterapia Temporária (Alta Taxa de Dose– HDR) – Nesta técnica as agulhas são colocadas vazias (sem material radioativo) na próstata, e após o posicionamento são inseridas através das agulhas os cateteres com o material radioativo. Ao término do tratamento, os cateteres são removidos.
Os possíveis efeitos colaterais da braquiterapia são:
  • Problemas intestinais.
  • Incontinência urinária.
  • Impotência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficarei feliz em saber sua opinião