quinta-feira, janeiro 01, 2015

First Day

Primeiro dia de 2015!!!
Dia típico de verão com muito sol e chuvas aleatórias de pancadas, raios e trovões. E depois a bonança.

Desde minha última postagem sobre balanço de 2014, várias coisas aconteceram, dentre elas a morte do Fabiano D'Paula num acidente de moto. Fiquei super triste.Mas a vida segue.

Peguei meus chaveiros de Las Vegas. Ganhei três. Amei!
Quem me deu ficou chateado com minha posição, achando que o deixei para segundo plano. Deus sabe que não. Ainda estou triste por esse pensamento, por outro lado me fez pensar mais no quanto ainda tenho que mudar. Gente, essa coisa de viver é bem complicada. Não existe idade para errar e nem para aprender com os erros. A cada dia uma lição nova e parece que viver é isso mesmo, uma eterna aprendizagem que só acaba com a morte. 
Para esse ano novo tenho tantos planos, tantas conquistas e tantas coisas para fazer e crescer, que peço ajuda a toda espiritualidade amiga que me dê força, discernimento e muita força física e principalmente mental para vencer e prosperar. 

Reaprendi a gostar do que eu já havia esquecido que eram minhas músicas eletrônicas. Nada como novas pessoas em nossas vidas para nos reciclar. Counting Stars - One Republic é uma dessas músicas que estou amando ouvir, sem contar Girl gone wild da Madonna e Diz pra mim da banda Malta.

Ah, roubaram meu celular no centro da cidade uma semana antes do Natal. Tive que providenciar este item novo na minha lista de coisas para comprar. Comprei um novo sim, mas eu gostava do meu. Sei lá. Acho que era pra acontecer, ficar um tempo sem internet e parar pra pensar na vida de verdade. Chorei, viu? refleti e até tive tempo para organizar a papelada da faculdade. As vezes essa coisa de internet nos prende muito tempo ao mundo virtual. 

Bola pra frente!
Vou me esforçar pra melhorar como pessoa, como ser humano e fazer AMIGOS. Vou atrás dos velhos  e conquistar novos. Quanto ao Amor? Eu não sei amar. Me acostumei a ser platônica. Eu entendo tudo errado e minhas conjecturas são infundadas, ou seja, eu sempre estrago tudo. Pelo menos agora eu tenho convicção disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficarei feliz em saber sua opinião