quinta-feira, maio 16, 2013

Resgates da vida encarnada

Mauro KWITKO- Médico Psicoterapeuta (Psicoterapia Reencarnacionista)
Quem somos nós? Uma constituição energética de sete corpos, uma personalidade congênita. O nosso corpo físico serve para podermos vivenciar a terra, o corpo astral para vivenciar o plano astral e assim por diante. Com a evolução vai acontecendo a elevação da nossa freqüência vibratória.
Após inúmeras reencarnações na terra (atestado de nossa inferioridade) ao conseguirmos nos libertar disso, eliminaremos a necessidade de vivenciarmos experiências em corpo físico, onde atualmente estamos sintonizados em nossa ainda baixa freqüência vibratória.Devemos aqui na terra ir eliminando nossas imperfeições, clareando nossos sentimentos e pensamentos, ampliando nossa capacidade de amar, libertando-nos do egocentrismo.
Ao desencarnarmos, vivemos um tempo no plano astral com o corpo astral ou perispírito. O plano astral é mais evoluído que a terra. Aqui na terra devido à diversidade existente é o ambiente propício para que aflorem nossas imperfeições, o que há de negativo em nós. Os fatos desagradáveis e traumáticos da vida terrena estão potencialmente a nosso favor, pois nos fazem evoluir, crescer. São "Gatilhos" que farão vir à tona as nossas imperfeições.
Nascendo pobres certamente curaremos o orgulho, a vaidade, a preguiça. Estando em contato com pessoas agressivas, nossa agressividade virá à tona e teremos que trabalhar com isso.
Olhando nossas imperfeições, saberemos o que viemos fazer aqui. Devemos prestar atenção no que emerge de dentro de nós ao contato com as situações negativas da vida. Aí está a possibilidade de crescimento, de purificação. Não existem vilões apenas instrumentos para o nosso progresso.
A pergunta que ocorre sempre é : " porque”? Tentar compreender a razão pela qual passamos por determinadas circunstâncias, é o objetivo da psicoterapia reencarnacionista. O que acontece com nossa mágoa, nossa rebeldia, nossa tristeza congênita quando passamos por situações que as fazem aflorar? Elas revelam-se. Podem aumentar e nos mostrar o que veio para ser curado em nós.
O nosso projeto reencarnacionista inclui um pai ou uma mãe não carinhosos e ausentes? Agressivos? Temos que nos perguntar o que houve em vidas passadas, e que reencarnamos para purificar, eliminar, curar o que ainda não é perfeito em nós.
Como reencarnaccionistas devemos estar atentos, nos auto observar, sejam pensamentos ou sentimentos. Deixar de focar os defeitos dos outros.
Não sou minha casca (corpo físico) embora ela me seja indispensável para viver neste plano tridimensional, é meu veículo aqui na terra, o que me oportuniza o processo da vida encarnada e é a responsável pela obtenção ou não da evolução almejada.
Sou um ser movido por uma consciência, tenho sete corpos, já estive em muitos outros corpos físicos antes o que deve me ensinar a não repetir os mesmos erros indefinidamente.
Deus não é um ser. É a consciência universal, a inteligência cósmica, a perfeição plasmadora. A preocupação com origem de Deus ou a nossa própria é secundário. O mais importante é a nossa evolução aqui na terra através de um corpo físico, uma casca. O maior erro é acreditar que somos esta parte visível e não entender que estamos nela numa viagem em busca do auto aprimoramento. Somos o que temos sido nas últimas encarnações e nesta atual infância. Sentimos e reagimos aos fatos segundo nossa personalidade congênita.
Os seres que vão entrando em nossa vida são seres ligados a nós num processo automático determinado pelas leis do Carma (causa e efeito).Nossas características de personalidade quando muito fortes significam que já nos acompanham há tempo e quando são pouco intensas, ou se originaram na infância ou é um estágio final de cura.
O que é negativo? Timidez, medo, tristeza, depressão, mágoa, rejeição, a raiva, rebeldia, agressividade, orgulho, vaidade, desonestidade, materialismo, etc, e, claro a sua origem comum: o egoísmo.
É pelos nossos defeitos que estamos "presos" na terra. Somos seres sintonizados com esse planeta. Para escaparmos da atração terrena somente elevando nossa freqüência vibratória. Podemos conseguir isso eliminando nossos defeitos e imperfeições. Eles estão em nossos pensamentos e sentimentos e são "pesos" que baixam nossa freqüência e nos mantém sintonizados aqui com esse planeta, seu plano astral e com os seres daqui.
Existem cordões energéticos ligando os seres entre si por afinidades e por divergências.Temos que ir nos desligando e ascendendo. Se os seres desencarnam em baixíssima freqüência vibratória vão para o umbral conseqüência de suas ações prejudiciais a si e as outras pessoas enquanto encarnadas. No umbral esses seres encontram outros com ligações mentais e emocionais afins. Há um auto-encaminhamento para esta região de baixa freqüência. É a resposta espontânea da harmonia universal aos pensamentos, sentimentos e atos praticados aqui, anteriormente à morte do corpo físico.
O amor é a grande força que impele o ser a abandonar o auto centramento, despojar-se dos desejos imediatistas materiais e dirigir seu trabalho para o bem dos outros. Acima do umbral existem hospitais, escolas, alojamento que recebem desencarnados em padrão vibratório um pouco melhor. O que se chama "Paraíso" é onde se encontram os seres com bom padrão vibratório e reina a paz, a tranqüilidade. As paisagens são belas, a música é suave. Tudo o que nestes locais existem é de caráter comunitário e as prioridades são a saúde e o conhecimento, ao contrário daqui onde a prioridade é a competição, o supérfluo, o passatempo fútil, o imediato. Aqui a prioridade é o meu, o eu. Lá é o nós, o nosso.
A transcomunicação instrumental possibilita o contato com seres do plano astral superior sem a utilização de médiuns, mas usando fax, computadores, telefones, televisões etc... Isto é recente e, em São Paulo Sônia Rinaldi dirige a TCI filiada a uma associação mundial que desenvolve um trabalho pioneiro neste campo. Podemos comparar esta descoberta as dos novos mundos nos séculos passados.
Devemos assumir uma responsabilidade adulta e consciente com a nossa vida terrena e nos libertarmos de antigas concepções religiosas infantis e manipuladoras baseadas na culpa, na subserviência e entendermos que tudo depende de nós, é uma responsabilidade própria, é um trabalho interno a ser exercido diariamente, de autoconhecimento, auto observação e sublimação. O acesso ao alto não é feito por fora, mas por dentro de nós. É uma tarefa árdua, diária, mas extremamente gratificante.
Para onde vou após a morte? Para onde minha freqüência vibratória me levar. Durante a reencarnação devemos eleger seres superiores e tomá-los como exemplo. Nenhum deles é tímido, impaciente, agressivo, orgulhoso, agitado, medroso, introvertido, preguiçoso, hipersexual, triste, rejeitado etc...
A vida é como uma estrada na qual vamos indo, dirigindo nosso automóvel. O correto é olharmos para frente, em direção a nossa meta, de chegada, pois junto conosco dentro do carro estão nossos companheiros de jornada, os nossos Karmas e no acostamento as placas de propaganda nos testando, as armadilhas...
Desviamos aqui e ali e vamos indo. Nós não somos o nosso automóvel. Somos o motorista! O que diferencia os reencarnacionistas é o esforço que fazem para entender quem são, de onde vieram, e para onde vão.
Aqui na terra, encarnados, é o lugar adequado para ser realizada a nossa evolução, pois existem os estímulos necessários para que nossas imperfeições se manifestem. Quando estamos no plano astral e devido às condições vigentes baseadas na igualdade e na fraternidade, nós parecemos "Santos" pois os nossos defeitos não aparecem, permanecem latentes e não nos confrontamos com o que precisamos curar.
O problema é o seguinte: a maioria de nós acredita que tem razões suficientes para sentir e manifestar as suas negatividades. Quem tem raiva de alguém acredita que tem razão de ter essa raiva, quem tem mágoa, e ressentimento pensa também assim.
A terapia floral é indicada para melhorar as características negativas de personalidade. Os remédios alopáticos apenas remedeiam, não curam. O Dr. Eduard Bach, médico inglês, no início do século passado criou esta terapia energética, baseada no poder curativo das flores e em seu efeito purificador, auxiliando os seres humanos a purificar seus pensamentos e sentimentos negativos, imperfeitos.
Se os fatos nos provocam mágoas e ressentimentos, eles estão mostrando que viemos curar estes sentimentos. O que importa na verdade não são os fatos, mas a maneira equivocada como reagimos a eles.
Brigar com os fatos negativos de nossa infância é perda de tempo. Por mais negativos que pareçam estão potencialmente a nosso favor, visam o nosso progresso, a nossa cura, a nossa purificação.
Uma grande dica é: ante um fato desagradável fique bem atento ao que emerge de imperfeito de dentro de si, pois é isso que veio para ser eliminado. Vivemos em conflito entre o nosso Eu inferior e o Eu Superior, sendo que este último quase sempre ganha nos levando a desperdiçar as reencarnações.
Adolescentes - Pais de adolescentes, temos que cuidar da descontaminação do ambiente em que eles vivem. Nossa sociedade estimula os falsos valores. O adolescente facilmente cai em estados negativos de pensamento e de sentimentos a respeito de seu pai, sua mãe e outros familiares. Conhecendo a psicoterapia reencarnacionista, a finalidade da encarnação, a personalidade congênita, a ilusão dos rótulos é mais fácil que não comprometam seus objetivos pré-reencarnacionistas.
Qualquer pessoa que sinta uma relação conflituosas com seu pai, mãe ou irmão, deve olhar por trás destes rótulos e pensar que se existe desconforto na relação, uma mágoa, uma raiva é indício seguro de que se está reencontrando com um conflito que é antigo. Olhar os pontos positivos de nosso conflitante e pensar que ele é o agente que faz aflorarem sentimentos negativos que são seus e deve eliminá-los conforta muito.
Não somos seres superiores injustiçados. Se fôssemos, teríamos o amor suficiente para entender e perdoar os outros.
Quase todos os adultos se referem a uma insatisfação, um descontentamento, uma frustração que é projetada no casamento, na relação com os filhos na atividade profissional.
Ocorre que quase todos direcionam sua vida terrena somente para o lado material e não para a principal atividade da reencarnação que é a evolução.
O resultado desta desconexão com seu eu superior são vidas terrenas às tontas.
Poucos se preocupam em melhorar suas características congênitas negativas de sua personalidade, nem em se harmonizarem com seus conflitantes, nem trabalharem para ajudar os outros.
A maioria dorme demais, come demais, vê televisão demais. Perde-se na preguiça, no egoísmo, na tristeza, na mágoa.
Aos 40,50 anos ocorre um impulso para refletirmos sobre nossa vida e o desejo interno de mudarmos certas coisas aparece muito intensamente.
O contato com nossos inimigos do passado que estão por perto como familiares ou pessoas de convivência obrigatória, é uma jornada complicada, cheia de brigas, dramas, conflitos e isto faz com que apareçam as nossas imperfeições. Quando o ser amigo está conosco é muito prazeroso só que aí emergem as nossas perfeições. Para a busca da evolução o primeiro caso é o melhor, mas o eu encarnado não gosta.
O importante é percebermos que todos que se acercam de nós são co -participantes de nosso projeto e não é azar, é a lei de ação e reação.
Como pais, devemos ter amor e paciência com os defeitos de nossos filhos e esperar que a vida vá ensinando a eles as mudanças necessárias.
Quem conseguir gostar de um ser que antes sentia repulsa, além de estar libertando-se, e libertando o outro ser, está ampliando sua capacidade de amar o que significa evolução espiritual. Com isso melhora o seu carma e aumenta sua luz. Se chegar a amar, então é uma maravilha!
A física quântica está apontando o caminho do invisível, e a terapia floral trata do invisível. A alopatia não é uma medicina curativa na sua visão materialista que enxerga apenas o corpo físico. É apropriada para as urgências e emergências, mas para manter a saúde do ser humana não serve. Aí entra a psicologia tratando as mágoas, as tristezas, as frustrações e a raiva, desta e de outras vidas.
Quando a "casca" não está a serviço da evolução do ser, não realiza isto com entusiasmo, com alegria, com prazer, o sentimento negativo fatalmente alcança o órgão correspondente. Um tumor ataca tal órgão e é retirado caridosamente, mas a doença continua nos corpos sutis, nos pensamentos, nos sentimentos. Ninguém trata das causas daquela doença. O holismo propõe a associação com a medicina tradicional.
Toda doença física é uma alteração energética, de acúmulo ou deficiência e isto vem sempre dos pensamentos e sentimentos o que afeta os chakaras e daí atinge os órgãos. Os futuros velhos podem chegar à reta final da reencarnação em melhores condições que os atuais. Portanto, nada de aposentar-se da vida, nada de dormir muito, ver muita televisão, jogar cartas e esperar a visita dos filhos e netos, nada de viajar para fugir do tédio. Nada de morrer por aqui! Vamos estudar, trabalhar, ajudar os outros. Entreguem-se de corpo e alma à sua finalidade e evolutiva. Há trabalho voluntário para todos. Não enterre seus talentos, compartilhe seus potenciais.A perda de memória vem da vontade de fugir da realidade das coisas...
Quando estamos desencarnados no plano astral (e com apenas seis corpos), por ser um local de freqüência vibratória superior à terra atua em nossos chakaras superiores e faz aflorarem nossas superioridades e um local de freqüência inferior atua em nossos chakaras inferiores e faz aflorarem as nossas inferioridades. No astral superior, os seres superiores nos ajudando a relembrar que a evolução é meta única.
Há as pessoas espiritualistas negativas e pessimistas que não gostam do plano terreno e anseiam por voltar para o lado de lá. É um equívoco porque, guardadas as proporções, é quase a mesma coisa, só que aqui com mais obstáculos o que tem por função revelar as nossas inferioridades e que em última análise, conspira a nosso favor.
O importante é percebermos que onde estivermos é o local apropriado para trabalhar, ajudar, desenvolver-se e amar. Claro que, livres da prisão corporal e com a lembrança de que somos uma consciência em busca de evolução, como a ausência de apelos imediatistas aos instintos inferiores, estes permanecem latentes, e assim externando o que temos de melhor em nós, nosso ambiente com mais facilidade será de harmonia e paz.
Não esqueçamos que somos os mesmos que habitamos lá ou aqui.
Quem faz o bem se dedicando a melhorar os outros e suas condições de vida, faz parte do exército de guerreiros espirituais. Os que fazem o mal fazem parte dos exércitos do mal. Os outros estão colaborando para manter as coisas como estão...
Reforma Íntima - A noção de personalidade congênita, encontra-se na obra de Chico Xavier da década de 40 no livro: "Os obreiros da vida eterna" psicografia de André Luís.
A psicoterapia reencarnacionista baseia-se na personalidade congênita e é através deste conhecimento que entenderemos nossas imperfeições e o modo de eliminá-las. Talvez precisemos de auxílio psicológico e de um psicoterapeuta reencarnacionista. A auto observação é importantíssima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficarei feliz em saber sua opinião